FAQs

Dúvidas frequentes

Seguros de Pessoas

  • O que são e como funcionam os seguros de pessoas?
  • Por quê fazer seguro de pessoas?

Os seguros de pessoas existem para que as pessoas  se protejam  e à sua família financeiramente em caso de perdas.  Eles cobrem uma série de situações (riscos) que podem ocorrer ao longo da vida das pessoas, como a perda de renda, as consequências de um acidente, doenças graves, invalidez,  até o falecimento.

  • O que os seguros de pessoas garantem?

Os seguros de pessoas garantem a indenização ao segurado ou  beneficiário em caso de morte,  invalidez por acidente ou doenças, diagnóstico de doenças graves, perda de renda a  realização de funeral completo,  de acordo com os valores contratados.

  • Posso contratar mais de um seguro simultaneamente?

Um segurado pode contratar quantos seguros de pessoas quiser, inclusive simultaneamente. Fica a cargo de cada seguradora pagar a indenização de acordo com o valor segurado, conforme contrato.  Entretanto,  cada seguradora pode , no momento da contratação, solicitar informação ao segurado sobre a contratação de outros seguros de pessoas com coberturas concomitantes.

  • Posso contratar um seguro de pessoa em qualquer idade?

Os seguros de pessoas podem ser contratados pessoas de qualquer idade. No caso de menores de idade, porém, só é permitida a contratação  de coberturas de risco relacionadas a reembolso de despesas, tais como:  despesas com funeral ou despesas médicas, hospitalares e odontológicas decorrentes de acidente pessoal.

  • Qual a periodicidade de pagamento do seguro de pessoas?

O pagamento de um seguro é chamado tecnicamente de prêmio e é feito de uma única vez ou em parcelas periódicas, de acordo com o produto, respectivas coberturas e prazo contratados.

  • Se eu deixar de pagar meu seguro, o que acontece?

Em caso de falta de pagamento (inadimplência,) os riscos (sinistros) não têm cobertura e, neste caso, não são indenizados. Os prazos de tolerância ou suspensão estão descritos no contrato do seguro adquirido.

  • Tem carência para seguros de pessoas?

É o período entre a data do início de vigência da apólice (certificado do seguro) e a de entrada em vigor de uma ou mais coberturas (morte, invalidez, etc).  O prazo de carência varia de acordo com o contrato. Fora do periodo de carência, não há cobertura. Portanto, se o segurado sofrer um sinistro (morte, invalidez, perdade renda etc) a indenização não será paga.

  • O que é indenização?
  • Quem pode receber a indenização?
  • O que são beneficiários?
  • Se não houver beneficiário indicado, quem recebe a indenização?
  • O que é preciso fazer para receber a indenização?

A indenização é o valor segurado para cada risco coberto. A indenização é paga ao próprio segurado ou ao(s) beneficiário(s) indicados na proposta de contratação do seguro.
Caso não haja indicação de beneficiário, a metade do capital segurado será paga ao cônjuge não separado judicialmente. A metade restante será paga aos herdeiros legais do segurado..
Para  ter direito à indenização/ coberturas contratadas, o segurado ou seu beneficiário (em caso de falecimento do segurado) deve comunicar imediatamente a seguradora, pelos meios disponibilizados por ela. A isso dá se o nome de Aviso de Sinistro.

  • Qual o prazo  de renovação dos seguros de pessoas?
  • A seguradora é obrigada a renovar meu seguro?

Os seguros de pessoas são renovados  anualmente. Mas nem a seguradora nem o segurado têm obrigação de renovar o seguro ao final de sua vigência. A decisão de não renovar deve ser comunicada com no mínimo 60 dias antes do final da vigência da apólice, tanto no caso da seguradora quanto no caso do segurado. 

  • O que é cobertura de risco?
  • Quais as garantias da cobertura de risco?
  • Como estão estruturadas as coberturas de risco?

O que garante a proteção financeira na ocorrência de um sinistro  é a Cobertura. Para estar coberto contra os riscos contratados, o segurado faz os pagamentos do seguro (chamado tecnicamente de prêmio) de uma única vez ou em parcelas periódicas, de acordo com o produto, respectivas coberturas e prazo contratado, inclusive por toda a vida. À seguradora caberá, caso ocorra um sinistro coberto pelo seguro, pagar o valor do capital segurado, determinado em Contrato.

Estrutura das Coberturas de Risco

As coberturas de risco oferecidas pelos vários tipos de Seguros de Pessoas, são, em geral, estruturadas, tecnicamente, em regime financeiro de repartição, ou seja, de mutualismo, segundo o qual todos os segurados pagam de forma a propiciar o pagamento de capital segurado (indenização) apenas àqueles que tiverem um sinistro, tornando os custos, portanto, mais baixos do que se cada segurado se protegesse individual e exclusivamente por sua conta.

  • Que seguro posso contratar para o caso de morte?
  • O que é cobertura básica?
  • O que são coberturas adcionais?
  • Posso contratar um seguro para cada tipo de necessidade?

Cobertura em caso de morte
Quando o Seguro de Pessoas oferece a cobertura de morte, o seguro é chamado de Seguro de Vida. Essa cobertura, básica, garante o pagamento do valor pré-determinado do capital segurado ao(s) beneficiário(s) livremente indicado(s) pelo segurado, no caso de seu falecimento, na falta de indicação dele aos seus sucessores, na forma da lei civil brasileira.
Incluídas no Seguro de Vida podem estar coberturas adicionais, que também podem ser contratadas como um seguro independente.

As coberturas adicionais ao Seguro de Vida ou que podem ser contratadas de foma independente são:

Morte; Morte por acidente; Invalidez Permanente Total ou Parcial por Acidente (IPA); Invalidez permanente total por acidente (IPTA); Invalidez Permanente por Acidente Majorada (IPAM); Invalidez Funcional Permanente Total por Doença (IFPD); Invalidez Laborativa Permanente Total por Doença (ILPD); Despesas Médicas, Hospitalares e Odontológicas (DMHO); Diárias de Incapacidade Temporária (DIT); Diárias por Internação Hospitalar (DIH) ; Doenças Graves (DG); Indenização Especial por Morte Acidental); Reembolso de despesas com funeral; Auxílio alimentação; Despesas com viagem; Perda de renda ou do emprego; Quitação de dívidas.

Modalidade  de seguro com essas coberturas: Seguro de Vida.

  • Posso contratar um seguro para casos de morte só por acidente?

No caso da cobertura de morte, existe a possibilidade de sua contratação exclusivamente para os casos de acidente pessoal. Neste caso, o Seguro de Pessoas é chamado de seguro de acidentes pessoais. Assim, são oferecidas pelo mercado segurador a cobertura de morte em decorrência de acidente e/ou a cobertura de morte por qualquer causa, sempre respeitados os riscos considerados excluídos pelo plano de seguro, conforme as condições do Contrato. Esta cobertura tem especial relevância para o público de baixa renda, onde a morte do provedor financeiro da família normalmente compromete, de forma imediata, a renda familiar.

Modalidade de seguro com essa cobertura
:  Seguro de Vida e  Seguro de Acidentes Pessoais.

  • Posso contratar um seguro para me proteger só em caso de acidente?
  • Se eu já for aposentado por invalidez pela Previdência Social, posso receber também a indenização por invalidez no seguro privado?

Os Seguros de Acidentes Pessoais É uma modalidade de seguro de vida que garante o pagamento do valor contratado (capital segurado) às pessoas que você indicou na proposta de inscrição ou, caso não haja indicação, aos seus herdeiros legais em caso de seu falecimento exclusivamente por causas acidentais.
Aposentadoria por invalidez pela Previdência Social não caracteriza invalidez nos seguros de pessoas. Neste caso, a invalidez deve ser comprovada por meio de declaração médica.

Modalidades de seguro com essa cobertura:
Seguro de Vida e Seguro de  Acidentes Pessoais.

  • Posso contratar um seguro se eu ficar inválido por doença?
  • Se eu for aposentado por invalidez pela previdência social, tenho direito à indenização por invalidez no seguro de pessoas?

A cobertura em caso de invalidez funcional total por doença garante o pagamento de indenização ao Segurado em caso de invalidez funcional permanente total, ou seja: conseqüente de doença que cause a independência física do segurado (chamada tecnicamente de perda da existência independente do segurado), em quadro clínico incapacitante que inviabilize de forma irreversível a autonomia física do segurado.
Aposentadoria por invalidez por doença paga pela Previdência Social não caracteriza invalidez nos seguros de pessoas. Neste caso, a invalidez deve ser comprovada por meio de declaração médica.
Importante ressaltar que a concessão de aposentadoria por invalidez pela previdência social não caracteriza o estado de invalidez nos seguros de pessoas. Neste caso, a invalidez deve ser comprovada por meio de declaração médica.
Nem todas as seguradoras operam com esse tipo de seguro.

  • Posso contratar um seguro para cobrir despesas médicas?

A cobertura de reembolso de despesas médicas, hospitalares e odontológicas em caso de acidente garante o reembolso, até o limite do valor do capital segurado contratado, das despesas efetuadas pelo segurado para o tratamento das sequelas físicas em função do acidente, sendo de sua livre escolha os prestadores dos serviços médicos, hospitalares e odontológicos, desde que legalmente habilitados.

Modalidades de seguro com essa cobertura:
Seguro de Vida, Seguro de Acidentes Pessoais.

  • Se eu não estiver em condições de trabalhar por estar em tratamento médico, posso contar com algum tipo de seguro?
  • Posso contratar um seguro para ter uma renda enquanto estiver em tratamento médico?

A cobertura de diárias por incapacidade temporária garanteo pagamento de Indenização ao Segurado, em caso de impossibilidade de exercer o trabalho, durante o período em que ele se encontrar em tratamento médico. Dessa forma, sua renda mensal não será prejudicada. Pode ser estabelecido período de franquia para essa cobertura.

Modalidades de seguro com essa cobertura:
Seguro de Vida.

  • Existe seguro para cobrir diárias de internação hospitalar?
  • Posso contratar um seguro só para cobrir diárias de internação hospitalar?

A cobertura de diárias por internação hospitalar garante o pagamento de diárias hospitalares no período de internação (até um limite máximo de diárias, estabelecido em contrato). Essa cobertura ajuda  o segurado especialmente em situações emergenciais, além de contribuir para a desoneração da sobrecarregada rede de hospitais públicos.

Modalidades de seguro com essa cobertura:
Seguro de Vida.

  • Existe seguro para cobrir despesas com doenças graves?
  • Posso contratar um seguro só para cobrir despesas com doenças graves?

A cobertura de doenças graves garante o pagamento de indenização ao Segurado em caso de diagnóstico de doenças  graves especificadas e caracterizadas na contratação do seguro. Importante ressaltar não é permitido estipular critérios de cálculo do capital segurado com base nas despesas médicas e/ou hospitalares feitas pelo segurado para o tratamento da doença.

Modalidade de seguro com essa cobertura: 
Seguro de Vida e Seguro Doenças Graves.

  • Posso contratar um seguro para cobrir despesas com doença terminal?
  • Existe seguro para cobrir despesas com doença terminal?

A cobertura por doença erminl garante o pagamento de indenização ao Segurado, do valor segurado contratado ou a antecipação do capital segurado contratado para a cobertura de morte, caso o segurado seja considerado paciente terminal. Paciente Terminal é o portador de doença grave, para a qual foram esgotados todos os recursos terapêuticos disponíveis, sem perspectiva de recuperação e com expectativa de morte no prazo máximo de seis meses da constatação da doença.

Modalidade de seguro com essa cobertura: 
Seguro de Vida.

  • Posso contratar um seguro exclusivamente para morte caso de acidente?

A cobertura de indenização especial por morte acidental garante o pagamento de indenização ao(s)beneficiário(s), em caso de morte do segurado exclusivamente por acidente pessoal, sem prejuízo do recebimento do valor segurado da cobertura de Morte.

Modalidade de seguro com essa cobertura
: Seguro de Acidentes Pessoais.

  • Posso contratar um seguro específico para cobrir despesas com funeral?

O seguro funeral garante a mesma cobertura do seguro de vida (ou seja: a morte), associada, no entanto, ao reembolso das despesas ocorridas com o sepultamento do segurado. Normalmente, inclui outros membros da família, com o objetivo de reduzir os custos individuais. O reembolso, no entanto, pode, a critério do segurado, ser substituído pela prestação direta dos serviços, a ser prestado pela seguradora, na realização de todas as etapas do funeral.

Modalidade de seguro com essa cobertura
: Seguro de Vida e Seguro Funeral.

  • Existe algum seguro que cubra despesas com alimentãção?
  • Posso contratar um seguro para cobrir despesas com alimentação?

A cobertura de auxílio alimentação prevê o pagamento de indenização aos Beneficiários em caso de morte do segurado por  causas naturais ou acidentais.

Modalidade de seguro com essa cobertura:
Seguro de Vida e Seguro de Acidentes Pessoais.

  • Posso contratar um seguro para cobrir despesas com viagens?
  • Existe seguro para viagens?

A cobertura de despesas com viagem é uma combinação de coberturas de acidentes pessoais com alguns serviços assistenciais apropriados para turistas em trânsito, como por exemplo: localização de bagagem extraviada; transferências e remoções sob certas circunstâncias; etc., tendo por finalidade garantir, durante período correspondente à viagem, o pagamento do capital segurado na hipótese de ocorrência de algum dos riscos cobertos pelo seguro.

Modalidade de seguro com essa cobertura: Seguro de Vida e Seguro Viagem.

  • Posso contratar um seguro que cubra desemprego?
  • Existe seguro para perda de renda?
  • Existe seguro para perda de emprego?

A cobertura de perda de renda, existente nos chamados seguros desemprego, por exemplo, garante o pagamento de indenização ao Segurado ou Beneficiário em caso de Perda de Renda ou emprego devidamente comprovado. Valores definidos em contrato.

Modalidade de seguro com essa cobertura:  
Seguro Desemprego

  • Posso contratar um seguro que cubra despesas com educação?
  • Existe segurio para pagamento de escola?

A cobertura para perda de renda ou de emprego para cobrir despesas com educação auxilia no pagamento das mensalidades escolares em caso de dificuldades dos pais ou responsáveis diante de uma situação de desemprego, morte ou invalidez.

Modalidade de seguro com essa cobertura
: Seguro Educacional.

  • Existe seguro para pagamento de dívidas?
  • Posso contratar um seguro para quitar dívidas em caso de morte?

A cobertura para quitação de dívidas pessoais é econtrada nos chamados seguros prestamistas e garante, em caso de morte, invalidez e perda de renda do segurado, o pagamento do saldo devedor de  sua dívida (financiamentos e compras a prazo) à instituição credora (bancos, lojas etc).

Modalidade de seguro com essa cobertura
: Seguro Prestamista.

  • Existe seguro para pagamento de dívidas com financiamento de imóveis?

Esta cobertura é uma importante variação do seguro prestamista. Trata-se de um seguro prestamista vinculado a financiamento imobiliário, conhecido como seguro habitacional. Em caso de morte do segurado, o saldo devedor do financiamento do imóvel fica quitado junto à instituição credora (banco). Tem as mesmas coberturas de morte e de invalidez, agregadas à cobertura de danos ao imóvel, e pode ainda, incluir outras, de contratação opcional, como a cobertura de perda

Modalidade de seguro com essa cobertura
: Seguro Habitacional.

  • O que é seguro de vida?

Seguro de Vida é o seguro que garante o pagamento do valor pré-determinado no contrato às pessoas indicadas na proposta ou aos seus herdeiros legais, em caso de seu falecimento, seja por causas naturais ou acidentais.

Que proteção o seguro de vida garante?
O seguro de vida pode incluir as seguintes coberturas, dependendo do contrato e do produto comercializado pela seguradora:  morte  por causas naturais ou acidentais, reembolso de despesas com funeral, doença terminal, doenças graves, invalidez laborativa por doença, invalidez funcional por doença, diárias por incapacidade, reembolso de despesas médicas, hospitalares e odontológicas, diária por internação hospitalar , auxílio alimentação, perda de certificado de habilitação em voo.
Seguro de vida cobre morte por causas naturais ou por acidente. Seguro de acidente pessoais cobre morte apenas por causas acidentais.

  • O que é seguro de acidentes pessoais?
  • Quais as coberturas do seguro de acidentes pessoais?

Seguro de acidentes pessoais é uma modalidade de seguro de vida que garante o pagamento do valor pré-determinado da indenização aos beneficiários, exclusivamente em caso de morte do segurado por causas acidentais.
Coberturas oferecidas: morte exclusivamente por acidente, reembolso de despesas com funeral, invalidez por acidente, diárias por incapacidade, reembolso de despesas  médicas, hospitalares  e odontológicas, diária por internação hospitalar, auxílio alimentação, perda de Certificado de Habilitação de Voo.

  • O que é seguro funeral?
  • Quais as coberturas do seguro funeral?

Seguro funeral é uma modalidade de seguro de vida que garante o pagamento do valor pré-determinado da indenização aos beneficiários em caso de morte do segurado por causas acidentais ou naturais, associada ao reembolso das despesas ocorridas com o sepultamento do segurado. Normalmente, inclui outros membros da família, com o objetivo de reduzir os custos individuais. O reembolso, no entanto, pode, a critério do segurado, ser substituído pela prestação direta dos serviços, a ser prestado pela seguradora, na realização de todas as etapas do funeral.
Coberturas oferecidas: pagamento de despesas com funerais do segurado por morte acidental ou natural.

  • O que é seguro viagem?
  • Quais as coberturas do seguro viagem?

Seguro viagem é uma modalidade de Seguro de Pessoas que combina coberturas de acidentes pessoais com alguns serviços assistenciais apropriados para turistas em trânsito, como por exemplo: localização de bagagem extraviada; transferências e remoções sob certas circunstâncias; etc., tendo por finalidade garantir, durante período correspondente à viagem, o pagamento do capital segurado na hipótese de ocorrência de algum dos riscos cobertos pelo seguro.

  • O que é seguro desemprego?
  • Quais as coberturas do seguro desemprego?

Seguro desemprego é uma modalidade de Seguro de Pessoas que garante o pagamento de indenização ao Segurado ou Beneficiário em caso de Perda de Renda ou emprego devidamente comprovado. Valores definidos em contrato.

  • O que é seguro educacional?
  • Quais as coberturas do seguro educacional?

Seguro educacional é uma modalidade de Seguro de Pessoas que auxilia no pagamento das mensalidades escolares em caso de dificuldades dos pais ou responsáveis diante de uma situação de desemprego, morte ou invalidez.

  • O que é seguro prestamista?
  • Quais as coberturas do prestamista?

É uma modalidade de Seguro de Vida que garante, em caso de morte, invalidez e perda de renda do segurado o pagamento de  dívidas (financiamentos e compras a prazo) por ele contraídas, associadas a esse seguro. A  seguradora garante o pagamento do saldo devedor à instituição credora.

  • O que é seguro habitaciional?
  • Quais as coberturas do seguro habitacional?
  • Qual a diferença entre seguro habitacionalo e seguro residencial?

Seguro habitacional é uma importante variação do seguro prestamista. Trata-se de um seguro prestamista vinculado a financiamento imobiliário, reunindo as mesmas coberturas de morte e de invalidez, agregadas à cobertura de danos ao imóvel, e podendo, ainda, inclui outras, de contratação opcional, como a cobertura de perda de renda.

  • O que é microsseguro?
  • Quais as coberturas do microsseguro?

Microsseguro éuma modalidade de Seguro de Pessoas com coberturas específicas dirigido a pessoas de baixa renda, com rendimento mensal per capita de até três salários mínimos. Esta modalidade de Seguro foi regulamentada no Brasil no início de 2013 e, desde etão, diversas seguradoras estão se preparando para desenvolver coberturas que atendam a essa população.

  • Quais os tipos de coberturas em seguros de pessoas?

Coberturas

Como funciona

Reembolso de despesas com Funeral

Reembolso de Despesas com Funeral pago aos Beneficiários, até o limite do capital segurado, em caso de  morte do segurado, por causas naturais ou acidentais.

Doença Terminal

Pagamento de indenização ao Segurado, do capital segurado contratado ou a antecipação do capital segurado contratado para a cobertura de morte, caso o segurado seja considerado paciente terminal (1)

Doenças Graves

Pagamento de indenização ao Segurado em decorrência de diagnóstico de doenças  graves especificadas e caracterizadas na contratação do seguro, sendo vedada a estipulação de critérios de cálculo do capital segurado com base nas despesas médicas e/ou hospitalares incorridas pelo segurado para o tratamento da doença.

Invalidez por Acidente

Pagamento de Indenização ao Segurado, em caso de Invalidez Permanente Total ou Parcial (com redução ou perda da capacidade funcional), causada exclusivamente por lesão fisica por acidente, e após conclusão do tratamento, ou esgotados os recursos terapêuticos disponíveis para recuperação, constatados e avaliados a invalidez permanente quando da alta médica definitiva.

Invalidez Funcional por Doença

Pagamento de indenização ao Segurado em caso de invalidez funcional permanente total, conseqüente de doença, que cause a perda da existência independente do segurado. É considerada perda da existência independente do segurado a ocorrência de quadro clínico incapacitante que inviabilize de forma irreversível o pleno exercício das relações autonômicas do segurado.

Diárias por Incapacidade

Pagamento de Indenização ao Segurado, em caso de impossibilidade de exercer o trabalho, durante o período em que ele se encontrar em tratamento médico. Pode ser estabelecido período de franquia para essa cobertura.

Reembolso de Despesas Médicas, Hospitalares e Odontológicas

Reembolso de Despesas  Médicas, Hospitalares e Odontológicas (limitado ao valor segurado) pago ao Segurado para seu tratamento, sob orientação médica, iniciado nos 30 primeiros dias contados da data do acidente pessoal coberto.

Diária por Internação Hospitalar

Pagamento de indenização, proporcional ao período de internação do segurado. Pode ser estabelecido período de franquia para essa cobertura. O valor do capital segurado deverá ser estabelecido sob a forma de diária, independentemente das despesas efetuadas pelo segurado.

Auxílio Alimentação (Cesta básica)

Pagamento de indenização aos Beneficiários em caso de morte do segurado por  causas naturais ou acidentais a título de auxílio alimentação.

Perda de Renda ou Desemprego

Pagamento de Indenização ao Segurado ou Beneficiário em caso de Perda de Renda ou Desemprego devidamente comprovada.

 

Este tipo de modalidade de seguro também pode auxiliar no pagamento das mensalidades escolares em caso de dificuldades dos pais ou responsáveis diante de uma situação de desemprego, morte ou invalidez.

Quitação de dívidas com financiamentos

Este tipo de modalidade de seguro garante o pagamento de Indenização ao Estipulante (pessoa jurídica com a qual o segurado contraiu dívidas) para quitar prestações relacionadas à tomada de financiamentos ou à compras a prazo. Equivale ao valor, total ou parcial, do saldo da dívida ou do compromisso, devendo a diferença que ultrapassar este saldo, quando houver, ser paga a um segundo beneficiário, indicado pelo segurado. O seguro prestamista, geralmente, apresenta as coberturas de morte, invalidez, desemprego ou perda de renda para pessoas autonomas.

Quitação de dívida de financiamento imobiliário

Este tipo de modalidade de seguro garante o pagamento de indenização ao estipulante (agente de financiamento imobiliário) com a qual o segurado contraiu dívidas) para quitar prestações relacionadas à tomada de financiamentos imobiliário. Pode incluir coberturas de morte e de invalidez, agregadas, contudo, à cobertura de danos ao imóvel, e ainda, contemplar outras, de contratação opcional, como a cobertura de desemprego ou perda de renda para pessoas autônomas.

Como se vê, para lidar com as diversas situações de adversidades descritas, o segmento de Seguros de Pessoas privado, oferece aos consumidores variadas coberturas de risco, que garantem o pagamento de valor segurado. 

  • O que são serviços de assistência?
  • Posso contratar as assistências independentemente de contratar um seguro?

Assistências são serviços que podem ser prestados pelas seguradoras a seus clientes, durante a manutenção do seguro, por meio de empresas especializadas. Em geral as assistências estão vinculadas a determinado tipo de seguro contratado. Podem ser: assistência funeral, assistência à residência com prestação de serviços preventivos e de manutenção do imóvel, assistência em viagens e assim por diante. O pacote de assistências varia de seguradora para seguradora. As assistências não podem ser contratadas independentemente da contratação do seguro ao qual estão vinculadas.

  • Quais as formas de contratação de seguros de pessoas?
  • O que é seguro coletivo?
  • Posso contratar um seguro atraves da empresa onde trabalho?

Seguros de pessoas, independentemente do tipo de cobertura que ofereçam, podem ser contratados de forma individual ou coletiva, cabendo o custeio, no primeiro caso, exclusivamente à pessoa física contratante do plano.
Seguros coletivos
São seguros contratados pelas empresas para garantir proteção aos seus dirigentes e empregados. A empresa pode custear totalmente o custo do seguro (não contributário), dividir esse custo com os empregados (parcialmente contributário) ou apenas atuar como contratante dos seguro (exclusivamente contributário). Neste último caso, a empresa, embora não particpe do custo do seguro, consegue obter melhores condições em função da negociação coletiva, e apenas recolhe e repassa os recursos (prêmios de seguro) de dirigentes e empregados à seguradora contratada para operar o seguro.
Os planos de seguro coletivos podem ser de duas espécies: averbados e instituídos.

  • Incide imposto de renda sobre seguros?
  • Como funciona a tributação nos seguro de pessoas?

Não há, segundo a lei, incidência de imposto de renda pessoa física sobre o valor dos capitais segurados pagos por morte. Além disso, sobre os pagamentos (prêmios) recebidos para o custeio de coberturas de risco nos seguros de pessoas há incidência de IOF, à alíquota de 0,38%.

  • Que garantia eu tenho que a indenização do seguro vai ser paga?
  • Qual a proteção aos consumidores de seguros?

As seguradoras com autorização específica para operar no segmento de Seguros de Pessoas fazem, de acordo com a lei, parte do Sistema Nacional de Seguros Privados – SNSP, tendo como órgão normativo de suas atividades o Conselho Nacional de Seguros Privados – CNSP, e funcionam sob a supervisão e fiscalização da Superintendência de Seguros Privados – SUSEP, ambos os órgãos subordinados ao Ministério da Fazenda.
O seu funcionamento está sujeito à prévia autorização governamental e o desenvolvimento de suas operações, incluindo a comercialização de seus produtos, deve cumprir uma série de disposições legais e regulamentares, dentre elas, regras de prudência destinadas a manter a indispensável rigidez econômico-financeira do sistema, sempre protegendo os interesses dos consumidores e demais credores.
Fonte: Fenaprrevi www.fenaprevi.org.br

Previdência privada aberta

  • O que é previdência privada aberta?

É um investimento que se faz para garntir uma renda  ao participante do plano ou ao(s) seus(s) beneficiários indicados na proposta de inscrição. O valor das contribuições (pagamentos) feitas ao plano é aplicado pela seguradora em fundos de investimento.

  • Quais os segmentos de previdência complementar?
  • O que é previdência complementar fechada?
  • O que é previdência complementar aberta?
  • Qual a diferença entre previdência privada fechada e aberta?

No Brasil, existem dois tipos de previdência privada:
Previdência complementar fechada, composto pelos fundos de pensão ou entidades fechadas de previdência complementar, por meio dos planos fechados de previdência complementar; e

  • o da previdência complementar aberta, composto pelas seguradoras autorizadas a operar seguros de pessoas e pelas entidades abertas de previdência complementar, por meio dos planos abertos de previdência complementar. É o caso da Zurich Santander.

A principal diferença entre previdência complementar fechada e previdência complementar aberta está no público alvo a quem se destinam os planos de benefícios. No caso da previdência complementar fechada, os planos são estruturados para atender a participantes pertencentes a uma única empresa – aí incluídos, também, sindicatos, associações de classe, profissionais, etc - e , ou a um grupo de empresas pré-determinado. No caso da previdência complementar aberta, os planos destinam-se a atender às mesmas situações, podendo, adicionalmente, ser ofertados a, e contratados, por quaisquer pessoas, independente de manutenção de vinculo com empresa, inclusive para menores.

  • Como escolher um plano de previdência privada?

Ao decidir começar a planejar seu futuro, é importante que o seu plano de previdência reflita o seu perfil financeiro atual e seu desejo de proteger-se para garantir um futuro financeiro tranquilo.
Passo 1: escolher um plano entre as modalidades PGBL e VGBL vai depender do modelo de declaração de Imposto de Renda que ele utiliza.
Passo 2: escolher o regime de tributação do plano entre as opções Regressivo e Progressivo vai depender do tempo que o cliente deixará os recursos aplicados no plano.
Passo 3: escolher em qual tipo de fundo de investimento os recursos serão aplicados vai depender do perfil de investidor do cliente: conservador, moderado ou mais agressivo.

  • Quais os tipos de planos?
  • O que é PGBL?
  • O que é VGBL?

Duas modalidades de planos podem ser escolhidas na hora de contratar seu plano de previdência: o PGBL (Plano Gerador de Benefício Livre) e o VGBL (Vida Gerador de Benefício Livre
PGBL
É o plano de previdência para quem quer organizar sua vida financeira e garantir um futuro tranquilo, usufruindo do incentivo fiscal que permite deduzir as contribuições feitas ao plano em até 12% da sua renda bruta anual tributável. Por isso é indicado para quem declara o Imposto de Renda pelo formulário completo e contribui para a Previdência Social ou regime próprio.
Informações sobre o plano

  • No momento do resgate ou recebimento de renda, o imposto incidirá sobre o valor total investido, de acordo com o regime de tributação escolhido.
  • Você pode escolher o plano que cabe no seu bolso, com contribuições mensais ou contribuição única.
  • No plano de previdência não há tributação semestral na acumulação dos recursos.
  • Você pode escolher no momento da contratação ou no momento de pagamento do beneficio, entre diversas opções de renda, se deseja converter sua reserva em uma renda mensal vitalícia ou por tempo determinado. Você ainda pode optar por receber seus recursos de uma só vez.
  • E você ainda conta com mais proteção no presente, contratando uma das coberturas de risco adicionais.

VGBL
É o plano de previdência para quem quer organizar sua vida financeira e garantir um futuro tranquilo, sem utilizar o incentivo fiscal, pois é indicado para quem é isento ou faz declaração simplificada de IR, ou então já aplicou até o limite de 12% de sua renda em um plano PGBL e deseja investir mais em Previdência
Informações sobre o plano

  • No momento do resgate ou recebimento de renda/benefício, a tributação ocorre somente sobre a rentabilidade do período.
  • Você ainda pode contar com mais proteção no presente, contratando uma das coberturas de risco adicionais.

Como funciona a tributação nos planos de previdência privada?

  • Regime Progressivo (Antecipado)
    Nesse regime, a alíquota de Imposto de Renda na fonte é de 15% no momento do resgate do seu plano, de acordo com a modalidade escolhida, com posterior ajuste na declaração anual de IR. No recebimento de renda, a incidência de IR ocorre conforme a Tabela Progressiva do Imposto de Renda. O regime é mais indicado para quem não pretende deixar seus recursos aplicados no longo prazo.
  • Regime Regressivo (Definitivo)
    Nesse regime, as alíquotas de Imposto de Renda diminuem com o tempo, começando em 35% até chegar a 10% no seu plano de previdência privada. Tanto no resgate quanto no recebimento de renda, a tributação ocorre na fonte , sem a necessidade de ajustes na declaração de imposto de Renda. Mais indicado para quem pretende deixar seus recursos aplicados a longo prazo, pois a alíquota de Imposto de Renda leva em consideração o tempo de permanência no plano. Confira:


Onde o dinheiro é aplicado

  • Fundo conservador: indicado para quem prefere uma aplicação de baixo risco.
  • Fundo moderado: indicado para quem não se importa em correr algum risco. Possibilita ganhos maiores a longo prazo, pois até 20% dos recursos são aplicados em renda variável.
  • Fundo agressivo: indicado para quem está disposto a correr riscos. Possibilita ganhos maiores a longo prazo, pois até 49% dos recursos são aplicados em renda variável.

Existem taxas num plano de previdência privada?
Sim, os planos de previdência privada possuem dois tipos de taxas:
A taxa de administração financeira existe para cobrir as despesas de administração do fundo de investimento exclusivo, criado para o seu plano. Varia  conforme as condições comericais de cada plano. Essa taxa é cobrada diariamente sobre o valor total da reserva. A rentabilidade informada ao participante é líquida.
A taxa de carregamento é cobrada sobre cada contribuição feita ao plano e existe para cobrir despesas de corretagem e administração do plano.  Pode ser cobrada tanto na entrada quanto na saída do plano ou em ambos os casos, dependendo da seguradora.

Como proteger a família nos planos de previdência privada?
Num plano de previdência privada, além de planejar seu futuro financeiro, você pode ainda escolher uma Proteção Familiar complementar para sua família.

Pensão aos Menores

  • Renda mensal paga ao beneficiário (filho, dependente ou beneficiário indicado até completar 21 anos de idade) em caso de falecimento do titular do plano durante o período de contribuição.

Pensão por Prazo Certo

  • Renda mensal por um prazo determinado (de 05 a 35 anos), paga ao beneficiário indicado em caso de falecimento do titular do plano.

Pensão ao Cônjuge ou Companheiro

  • Renda mensal vitalícia paga ao cônjuge ou companheira (o) indicado, caso haja o falecimento do titular do plano.

Pecúlio por Morte

  • Importância paga de uma única vez ao(s) beneficiário(s) indicado(s) no plano, caso o titular do plano venha a falecer durante o período de contribuição.

Renda por Invalidez

  • Renda mensal vitalícia paga ao titular do plano, se for comprovada sua invalidez total e permanente, durante o período de contribuição.

Que tipos de renda existem num plano de previdência privada?
Ao decidir receber o saldo de reserva sob a forma de uma renda, é importante saber que essa renda será o resultado da conversão do saldo acumulado em pagamentos mensais a serem feitos pelo período que o cliente escolher, conforme abaixo:
Pagamento de uma única vez: é o pagamento do valor total do saldo de reserva.
Renda mensal vitalícia: é o pagamento mensal de um valor pré-determinado por toda a vida.
Renda mensal temporária: é o pagamento mensal de um valor pré-determinado por um período escolhido pelo cliente na contratação do plano ou no momento de escolha da sua renda. O pagamento deste tipo de renda cessa no término do prazo estipulado ou, antes disso, caso o cliente venha a falecer antes de transcorrido o tempo definido para pagamento da renda.
Renda vitalícia com prazo mínimo garantido: é o pagamento de uma renda mensal por toda a vida, com garantia de um prazo mínimo para recebimento. Este prazo quem escolhe é o cliente no momento da contratação do plano ou pouco antes da data prevista para início de recebimento da renda.
Renda vitalícia reversível ao cônjuge/companheiro(a): é o pagamento de uma renda mensal por toda a vida, que, após o falecimento do participante, continua a ser paga ao seu cônjuge por toda a vida dele.

Renda vitalícia reversível ao cônjuge/companheiro(a) com continuidade aos menores: é o pagamento de uma renda mensal por toda a vida, que, após falecimento do participante, continua a ser paga ao seu cônjuge e, em caso de falecimento deste, é revertida aos filhos menores.
Renda mensal por prazo certo: é o pagamento de uma renda mensal por um tempo definido pelo participante no momento da contratação ou no momento da decisão sobre a forma de recebimento dos recursos do seu plano. Ao contrário da renda temporária, ainda que o cliente venha a falecer antes de cumprido o prazo estipulado para pagamento do benefício, esta renda continua sendo paga aos beneficiários até que termine o prazo escolhido pelo participante.
Lembramos que a renda escolhida pelo participante será tributada conforme legislação vigente na ocasião. Após o início do pagamento do benefício com base na escolha do participante, o pagamento da renda será iniciado e essa decisão não poderá mais ser alterada.  

Como é calculado o valor da renda futura?

Para calcular o valor da renda inicial é usado um fator de conversão resultante da combinação dos seguintes fatores:

  • Tipo de renda escolhida pelo participante: as alterações no valor do benefício têm relação com o tempo estimado para duração da renda. Por exemplo: uma renda vitalícia para um participante que tenha uma expectativa de viver por mais 20 anos, terá um valor menor que o de uma renda temporária de 15 anos.
  • Idade do participante: a renda a ser recebida é calculada em função do tempo estimado para sua duração. E esse tempo de duração é estimado com base na tábua atuarial contratada no plano. Em função disso, se considerarmos um mesmo valor de saldo de reserva, a renda vitalícia para um participante de 65 anos de idade terá um valor mensal menor que a renda vitalícia para esse mesmo participante aos 70 anos de idade. Isso acontece por causa da alteração na expectativa de tempo de duração da renda vitalícia. Ou seja: espera-se que a renda vitalícia de um participante de 70 anos seja paga por menos tempo que aquela que seria paga caso o participante tivesse iniciado seu benefício aos 65 anos de idade. Sob este ponto de vista, adiar o início do recebimento da renda pode ser vantajoso para o participante.
  • Taxa de juros garantida no plano: para calcular o valor da renda mensal, a seguradora considera a taxa de juros definida no plano como um índice mensal de remuneração do dinheiro. Assim, quanto maior a taxa de juros utilizada, maior será o valor da renda mensal, sem, claro, levarmos em consideração as demais variáveis.
  • Indexador contratado no plano: a renda mensal básica será atualizada com o objetivo de recompor anualmente o poder de compra deste benefício, atualizando-o com base na variação da inflação medida pelo indexador contratado no plano.
  • Excedente financeiro: anualmente, além da atualização com base no indexador do plano, a seguradora vai apurar e incorporar ao valor da renda um percentual a título de excedente financeiro, conforme contrato. O excedente financeiro é a diferença positiva entre a rentabilidade real líquida obtida com a aplicação dos recursos da reserva do plano e a variação da taxa de juros e do indexador contratado. O percentual de excedente financero é definido no regulamento do plano e pode ser distribuído ao participante de duas formas: incorporado à reserva do plano (podendo aumentar o valor da renda futura) ou entregue de uma só vez ao participante como um crédito anual extra, sem contudo aumentar o valor da renda futura.


O que é Risco?

Ter um seguro é uma excelente maneira de proteger-se contra os prejuízos financeiros que uma perda pode causar. Quando você contrata um seguro, está transferindo o risco de uma perda para uma Seguradora que o assume em troca de um pagamento, chamado tecnicamente de prêmio. É assim que funcionam os seguros de vida, de acidentes pessoais, residenciais e assim por diante. O conjunto dos pagamentos (prêmios) recebidos pelas seguradoras forma as reservas que vão pagar as indenizações (em caso de sinistro). E como os sinistros não acontecem todos de uma vez, cada Seguradora deve fazer um correto gerenciamento de estimativas de ocorrências de sinistros no tempo versus prêmios recebidos versus indenizações a serem pagas. Por isso, dizemos que gerenciar riscos é o nosso trabalho diário.

Subir_pt_BR

  • ZURICH SANTADER BRASIL SEGUROS E PREVIDENCIAS